e-learning para o seu crescimento
PARCEIROS
apoio OAB FAMESC AJUFERJES
ESCOLA DA MAGISTRATURA FEDERAL

Tutores iModum

Nossa Equipe de Professores, Mestres do Direito

Juiz Alexandre Abrahão

Foi advogado e juiz desde 1998. Atua também como professor na Faculdade Cândido Mendes (Núcleo de Ipanema). Foi o sexto colocado no concurso público para Juiz de Direito promovido pelo Tribunal de Justiça do estado do Rio de Janeiro em 1997.

Foi juiz auditor da Justiça Militar do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Por 10 anos atuou no Fórum de Bangu, sempre em Varas Criminais. Atualmente é o presidente do 3ª Tribunal do Júri do Município do Rio, responsável pelo julgamento de crimes contra a vida de uma determinada região da capital carioca. Um estudioso de Organizações criminosas.


Alexandre de Castro Coura

Pós-doutorado como visiting scholar na American University Washington College of Law e visiting foreign judicial fellow no Centro Judiciário Federal em Washington D.C.

Possui doutorado e mestrado em Direito Constitucional pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Foi professor adjunto do Departamento de Direito da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Atualmente é professor do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu - Mestrado e Doutorado - da Faculdade de Direito de Vitória (FDV) e Promotor de Justiça no Estado do Espírito Santo. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Público, Direito Constitucional, Ciências Penais, Direito Ambiental e Teoria do Direito. Desenvolve e orienta pesquisas relacionadas a direitos e garantias fundamentais, hermenêutica jurídica e jurisdição constitucional.


Alexandre Flexa

Advogado. Pós-graduado em Direito pela Fundação Getúlio Vargas - FGV.
Professor dos cursos de pós-graduação em Direito Processual Civil da Fundação Getúlio Vargas - FGV, PUC-Rio e da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro - EMERJ.


Ana Paula Corrêa

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005) e doutorado em Direito - Universidad de Salamanca (2012). Atualmente é professora da graduação em Direito na disciplina Direito Internacional Público na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), professora da graduação da Universidade Estácio de Sá e da Universidade Cândido Mendes, professora da pós-graduação em Direito Internacional Ambiental da AVM, Portucalense Infante D. Henrique (Portugal) e pesquisadora da Fundação Getúlio Vargas, atuando principalmente nos seguintes temas: Direito Internacional, Direitos Humanos e Direito Constitucional.

Informações coletadas do Lattes em 15/01/2017

André Roque

Doutor e mestre em Direito Processual pela UERJ. Professor Adjunto de Direito Processual Civil da FND-UFRJ e em cursos de pós-graduação (EPD, UFJF). Membro do IIDP, IPDP, IBDP, CBAr, IAB e CEAPRO. Advogado em Gustavo Tepedino Advogados .


Desembargador Ângelo Galvão Zamorano

O desembargador Ângelo Galvão Zamorano ingressou no Regional fluminense em abril de 1993, como juiz Substituto. Nessa condição, atuou na 31ª VT da Capital, da qual se tornou Titular, por merecimento, em junho de 1994.

Como juiz convocado, desde julho de 2004, passou pelas seguintes Turmas do TRT/RJ. Também auxiliou as Seções Especializadas em Dissídios Coletivos e Individuais.


Antonio Aurélio Duarte

Juiz do Tribunal de justiça do Rio de janeiro, Possui graduação em direito pela Universidade Candido Mendes (1997) e mestrado em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2013). Atualmente é conferencista, expositor, palestrante - Assoc Bras. de Advogados do Mercado Imobiliário, professor curso pós graduação em direito da Universidade Estácio de Sá, professor de direito processual civil. do Curso Ius Premium - curso preparatório on line, expositor; palestrante; debatedor da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro - EMERJ, palestrante da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro.


Cássius Chai

Direito e Sociedade pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999), mestrado em Direito Constitucional pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001) e doutorado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais e pela Cardozo School of Law - Yeshiva University (2006); Visiting Research Scholar Cardozo School of Law, 2003.

Estudos Doutorais e de pós.doutorado em Derecho Administrativo de la Sociedad del Conocimiento - Universidad de Salamanca, 2007 a 2010; Estudos pós.doutorais e Visiting Professor, guest of Legal Department of Central European University - Hu, 2007; estudos extraordinários European University Institute - ITA, 2010; estudos na The Hague Academy of International Law - Haia, 2011; Professor Titular da Escola Superior do Ministério Público do Maranhão (ESMPMA); Professor Adjunto III da Universidade Federal do Maranhão, Curso de Graduação em Direito, área Direito Público, e titular do programa de pós-graduação em Direito e Instituições do Sistema de Justiça; Membro-professor da International Association of Constitutional Law; Membro da ESIL - European Society of International Law; Participante do Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral e Administrativa; Promotor de Justiça do Ministério Público do Maranhão - concurso de 1995;

e, membro da International Association of Prosecutors, 2003. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Público: Direito Constitucional, Direito Internacional, Direito Administrativo, Direito de Família e Teoria do Direito e da Constituição, atuando principalmente nos seguintes temas: Controle da administração pública, papel socioinstitucional do Ministério Público e políticas públicas; controle de constitucionalidade e processo constitucional; relações e direitos familiares; serviços públicos; Sistemas Internacionais de Proteção aos Direitos Humanos e combate ao trabalho escravo.


Diogo Rezende

Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2003
Mestre em Direito Processual pela Universidade do Estado do Rio de janeiro em 2008
Doutor em Direito Processual pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro em 2104
Pesquisador visitante na Universidade de Cambridge (2010-2011) e na Universidade Paris I Panthéon–Sorbonne (2013)


Flávia Carvalho

Pesquisadora do Observatório da Justiça Brasileira
Professora de Direito Constitucional da Universidade Cândido Mendes e mestre em Direito pela UFRJ.



Flavia Pereira Hill

Doutora em Direito Processual pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ e pesquisadora visitante na Università degli Studi di Torino (Itália). Professora Adjunta de Direito Processual Civil da Graduação, Mestrado e Doutorado em Direito Processual da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.

Oficial Titular do Cartório do Registro Civil de Pessoas Naturais e Interdições e Tutelas, Redatora-Chefe e membro do Conselho Editorial da Revista Eletrônica de Direito Processual - REDP, Membro do Instituto Brasileiro de Direito Processual (IBDP), Membro da "Associazione Italiana di Diritto Comparato" (AIDC), Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC- Brasil), Delegada Central para Assuntos Acadêmicos e Membro do Conselho de Ética da Associação de Registradores Civis de Pessoas Naturais - Arpen/RJ, Revisora da Revista Direito e Democracia (Universidade do Noroeste do RS - Unijuí) e da Revista Novos Saberes (Universidade Católica de Santa Catarina), Membro da Comissão de Mediação da OAB/RJ e da Rede de Pesquisa em Direitos Humanos e Políticas Públicas (Redihpp), Professora do curso regular e da Pós-Graduação Lato Sensu em Direito Processual da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro.

Representante Docente da Linha de Direito Processual junto ao Colegiado da Pós-Graduação "Stricto Sensu" em Direito da UERJ. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Processual, Meios Consensuais de Solução de Conflitos (Mediação e Conciliação) e Direito Notarial e Registral.


Juíza Frana Elizabeth Mendes

Possui graduação em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1992), mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003) e doutorado em Direito do Estado/Direito Tributário pela Pontifífica Universidade Católica de São Paulo (2008). É Juíza Federal na Justiça Federal do Rio de Janeiro, professora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO e da Fundação Getúlio Vargas.

Coordenadora local no Rio de Janeiro do Instituto Brasileiro de Estudos Tributários - IBET. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Tributário, atuando principalmente nos seguintes temas: Sistema Tributário Nacional, Imposto sobre a Renda, Princípios Constitucionais Tributários, dentre outros.


Desembargador Guaraci Vianna

Desembargador com assento efetivo na 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, sendo desembargador desde 2008. Atuou muitos anos como Juiz e foi defensor público. Juiz eleitoral.

Autor de diversos livros e com participação em diversas entidades públicas.


Hugo Penna

Advogado no Rio de Janeiro, Mestre em Direito.

Professor de Processo Civil da Universidade Candido Mendes, da UNILASALLE e da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro.


Humberto Dalla

Professor Titular na Estácio e Professor Associado na UERJ. Tem mestrado e doutorado na UERJ e Pós-doutorado pela Uconn Law School.

É Diretor Acadêmico da Fundação Escola do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e Professor visitante da Uconn Law School, EMERJ, FGV e ENAM, entre outras.

É examinador da cadeira de direito processual civil do Exame de Ordem da OAB / FGV - Projetos. É autor, entre outros, do livro Direito Processual Civil Contemporâneo, vols, 1 e 2, Novo CPC anotado e comparado e O Marco Legal da Mediação no Brasil.


Desembargador José Roberto Neves Amorim

• Bacharel em Direito, formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

• Mestre em Direito das Relações Sociais (Direito Civil), pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2002). Doutor em Direito das Relações Sociais (Processual Civil), pela Pontífica Universidade Católica de São Paulo (2009).

• Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, atuando na 2ª Câmara de Direito Privado.

• Professor Titular de Processo Civil da FAAP/SP.

• Conselheiro do Conselho Nacional de Justiça – CNJ (2011/2013).


Maira Mattes

Professora de Filosofia do Curso Imodum.
Atuante em atividades acadêmicas de filosofia na UERJ.



Ministro Marco Aurélio Buzzi

Marco Buzzi formou-se em direito pela Universidade do Vale do Itajaí em 1980, concluindo mestrado pela mesma instituição em 2001. Especializou-se em Direito do Consumidor pela Universidade de Coimbra em 2002.[1]

Em 1982, foi aprovado em primeiro lugar no concurso para ingresso na magistratura catarinense, sendo promovido a desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina em 2002. Foi membro do conselho fiscal e presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses e membro do conselho executivo da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).[1]

Em 2011, foi nomeado ministro do STJ, em vaga destinada a membro de Tribunal de Justiça estadual.


Marcela Kohlbach

Especialista em advocacia contenciosa estratégica com experiência na representação de clientes em diversos Tribunais do país, tendo atuado por 7 (sete) anos no escritório de advocacia Wald e Associados Advogados, principalmente nas áreas de contencioso civil, comercial, arbitragem e contratos.

Bacharel em direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), mestranda em Direito Processual pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Possui curso de especialização em arbitragem internacional e mediação pelo International Law Institute (Washington, D.C), além da participação em inúmeros congressos no Brasil. Inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro.


Maria Auxiliadora Lima Serafim

Com formação em Psicologia (1992); Pós-graduada em Métodos de Soluções Alternativas de Conflitos Humanos pela Escola Paulista da Magistratura (2008); Atendimento Psicológico em clínica (até 2002), Conciliadora/Mediadora do Setor de Conciliação (desde 2003) e no Setor das Varas da Família (desde 2010) do Fórum João Mendes Junior; Professora e palestrante nos cursos de capacitação ou apresentação sobre conciliação/mediação na Escola Paulista da Magistratura, Escola Superior da Advocacia, Universidades, bem como curso em ambiente virtual de aprendizagem (ensino on-line); expositora no Projeto Oficina de Pais e Filhos da Coordenadoria da Família e Sucessões do Fórum João Mendes Junior (desde 2013); participante da Comissão de Mediação OAB/Jabaquara (2014); funcionária do Tribunal de Justiça de São Paulo.


Michelle Aurélio de Carvalho

Graduada em Direito e mestre pela Faculdade de Direito de Campos, professora da Universidade São Camilo.




Michelle Paumgartten

Doutoranda em Direito Processual pela UERJ. Mestre em Direito Público pela UNESA RJ com bolsa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (PROSUP-CAPES) . Possui pós-graduação lato sensu em Direito do Trabalho e em Direito Empresarial. Professora de Direito Processual Civil IBMEC/RJ e UCAM/RJ.

Leciona as disciplinas processo civil e teoria geral do processo, além de processo do trabalho e previdenciário em cursos de pós-graduação lato sensu. É coordenadora acadêmica do curso de pós-graduação em Meios adequados de resolução de conflitos da UCAM. Tem interesse investigativo nos seguintes temas: acesso à justiça, administração dos conflitos, mecanismos de solução de conflitos, análise do discurso, teoria da justiça, jurisdição civil, mediação, arbitragem e legislação comparada.

Membro da Comissão de Mediação de Conflitos da OAB/RJ - CMC. Tem vários artigos e obras publicadas nestas áreas.


Orlando Guterres

Advogado com atuação em Direito Internacional, Societário, Arbitragem e Direito Regulatório. Mestre em Direito Internacional pela UERJ, com foco em Direito Internacional dos Investimentos e Arbitragem.

Membro da Association of International Petroleum Negotiators (AIPN), da Sociedad Latinoamericana de Derecho Internacional (LASIL-SLADI) do Young Arbitrators Forum of the International Chamber of Commerce (YAF-ICC), do Comitê Brasileiro de Arbitragem (CBAr), do Young ICCA Interest Group, e do Núcleo de Estudos em Tribunais Internacionais – Subseção ICSID/Corte Permanente de Arbitragem (NETI - USP).


Ministro Paulo Tarso Sanseverino

Formou-se em direito também pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul em 1983, e posteriormente concluiu o mestrado, em 2000, e o doutorado, em 2007, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Iniciou sua carreira profissional como agente administrativo do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio Grande do Sul, de 1980 a 1983, e posteriormente foi assistente superior judiciário do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul, de 1983 a 1984, quando se tornou promotor de justiça do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, aprovado em primeiro lugar no concurso público.

Em 1986, ingressou na carreira da magistratura gaúcha como juiz de direito, e em 1999 foi promovido a desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul.[2]Em 2010, foi indicado para o cargo de ministro do Superior Tribunal de Justiça, em vaga destinada a membro de tribunal estadual.[2] Lecionou direito civil na PUC-RS (1995-2000) e na Escola Superior da Magistratura - Ajuris/RS (1994-2010), tendo sido diretor desta no biênio 2006/2007.


Ministro Ricardo Villas Bôas Cueva

Villas Bôas Cueva formou-se em direito pela Universidade de São Paulo em 1985, concluindo mestrado pela Harvard Law School em 1990 e doutorado pela Universidade de Frankfurt em 1998.

Atuou como procurador do Estado de São Paulo entre os anos de 1985 e 1987, como advogado no escritório Advocacia Aldo Raia em 1987 e 1988, e como procurador da Fazenda Nacional desde 1987 até 2009, quando licenciou-se do cargo para exercer a advocacia privada, tendo sido sócio no escritório Rodrigues Alves & Villas Bôas Cueva Advogados de 2009 até 2011.

Foi, também, conselheiro do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) entre 2004 e 2008 e vice-presidente do Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (CFDD) entre 2005 e 2008.Em 2011, foi nomeado ministro do STJ pela presidente Dilma Rousseff, em vaga destinada a membro da advocacia, após indicação em lista sêxtupla pela Ordem dos Advogados do Brasil e em lista tríplice pelos ministros da própria corte.


Juiz Federal Rodolfo Kronemberg

Juiz Federal Titular.Mestre em Direito pela UGF-RJ.Coordenador da Pós Graduação de Processo Civil na EMERJ (desde 2013).Coordenador de Processo Civil na EMARF (desde 2013).

Coordenador Adjunto de Processo Civil na EMERJ (2006-2012).Examinador de Processo Civil para ingresso na EMERJ (2006-2010).

Professor de disciplina teletransmitida na ESTÁCIO DE SÁ.Professor de pós-graduação e graduação. Palestrante em diversos estados.Autor de livros e articulista em diversas obras.


Sérgio Bermudes

Bacharelou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara, no ano de 1969 e concluiu o curso de doutoramento em História do Processo Romano, Canônico e Lusitano, na faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.

Em 1970, Sergio Bermudes deu início à sua carreira docente, no magistério universitário, como Professor Assistente de Teoria Geral do Estado da Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara e como professor regente da cadeira de Direito Processual Civil da Faculdade Brasileira de Ciências Jurídicas do Rio de Janeiro, da qual se tornou titular, aprovado pelo Conselho Federal de Educação, em 1971. Em 1978, assumiu a cadeira de Direito Processual Civil da Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, integrando atualmente, o Conselho de Desenvolvimento dessa Universidade.

Inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, nas Seções do Estado do Rio de Janeiro, Estado de São Paulo e do Distrito Federal, Sergio Bermudes é Membro do Instituto dos Advogados Brasileiros; da Associação Internacional de Direito Processual; do Instituto Ibero-americano de Direito Processual; da International Academy of Trial Lawyers.

Nos últimos 20 anos, integrou inúmeras bancas de concursos para ingresso na magistratura; na Procuradoria do Estado do Rio de Janeiro; na Procuradoria do Município do Rio de Janeiro e em outros cargos públicos, bem como realizou mais de 200 conferências em praticamente todas as faculdades de direito do Brasil; em seções da Ordem dos Advogados, em congressos e seminários e em outros eventos jurídicos, no país e no exterior. Por nomeação do Governo da República, em 1985, integrou a comissão de cinco processualistas designada para proceder à revisão do Código de Processo Civil.

Exerceu, por dois anos, o cargo de Juiz do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. Além de inúmeros ensaios, artigos e pareceres, publicados nas revistas especializadas, sobre direito processual civil, direito civil, direito constitucional, direito comercial, direito administrativo, Sergio Bermudes é responsável pela atualização da coletânea de 18 volumes dos Comentários ao Código de processo Civil de Pontes de Miranda, publicados pela Editora Forense, Rio, a partir de 1996, já no tomo XI, bem como autor de sete livros.


Sérgio Cavalieri Filho

Jurista brasileiro. Foi Desembargador e Presidente do tribunal de Justiça do estado do Rio de Janeiro, Presidente do extinto Tribunal de Alçada Cível do mesmo Estado e Diretor Geral da Escola da Magistratura do Rio de Janeiro (EMERJ), da qual é Professor Emérito. Professor universitário há mais de 40 anos, escreveu obras jurídicas no campo da Responsabilidade Civil, do Direito do Consumidor e da Sociologia Jurídica.

Tem como principal obra o livro “Programa de Responsabilidade Civil” da Editora Atlas, adotado em muitos cursos de graduação e muito citado em diversas obras. Alguns de seus artigos e principais votos como julgador estão disponibilizados gratuitamente.


Desembargador Sylvio Capanema

Após ter advogado ininterruptamente, por 33 anos, no Rio de Janeiro, o professor Sylvio Capanema de Souza ascendeu à Magistratura Estadual, representando o 5º Constitucional da Advocacia em Abril de 1994.

Aposentou-se pelo advento da idade limite Constitucional, em Abril de 2008, após ter exercido, naquele Tribunal, diversos cargos, como os de 2º e 1º Vice Presidente, membro efetivo do Órgão Especial e do Conselho da Magistratura, além da Presidência da 10ª Câmara Civil, durante 10 anos.


Juiz Federal Wilson Witzel

Foi oficial da marinha, onde exerceu a função de oficial de pessoal do Grupo de Artilharia nos anos de 1989 a 1992, Assessor da Presidência do Previ-Rio (Instituto de Previdência do Município do Rio de Janeiro), onde exerceu a função de Coordenador do Programa de Carta de Crédito habitacional para baixa renda, nos anos de 1994 a 1997, quando passou a ser Defensor Público do Estado do Rio de Janeiro, atuando no Tribunal do Jurí de Nilópolis até o ano de 2001, ocasião de seu ingresso na magistratura federal.

Foi professor da Escola da Defensoria, EMERJ e FGV-Pós- Graduação, contando com 20 anos de magistério superior, tendo cursado pós-graduação em Docência Superior - FABES-RJ, Direito Empresarial na FGV-RJ e mestrado em Processo Civil na UFES - ES e atualmente é doutorando em Ciência Política na UFF-RJ. Durante o tempo em que esteve no ES, foi coordenador de Ensino da Seção Judiciária, coordenador do Núcleo de Prática Jurídica do curso de  Direito da Universidade de Vila Velha, 2005 a 2010, e Vice-Presidente da AJUFERJES/ES. Regressando ao Rio de Janeiro em 2010 foi nomeado Diretor do Foro da Subseção Judiciária de São João do Meriti até ser removido para a 1a. Turma Recursal/RJ em 2012. Presidiu as Turmas Recursais em 2013/2015 e atualmente é membro da TNU.

Participante ativo em várias comissões: Comissão de Reforma da Lei de combate ao Crime Organizado/AJUFE/2004, que resultou na Lei n° 12.694/2012, Comissão de Pesquisas e Estudos Judiciários/AJUFE/2013. Membro do Comitê de combate ao tráfico de pessoas do RJ.

Como Presidente das Turmas Recursais do Rio de Janeiro foi responsável pela administração da secretaria única das sete turmas recursais e decisões sobre o juízo de admissibilidade dos Recursos Extraordinários e Pedidos de Uniformização para a TNU. Indicado pelo Presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª. Região para Membro da TNU no biênio 2014/2016. Em 2014 foi eleito Presidente da Associação dos Juízes Federais do RJ e ES para o biênio 2015/2016.




Mestres das melhores Universidades de Direito do país

Matricule-se em nossos cursos e pague em até 12x

Os Cursos iModum são preparados por grandes especialistas em suas áreas, com destaque para a área do Direito. Somos os parceiros oficiais de solução de ensino à distância para o Instituto Internacional Acadêmico de Mediação - com cursos filmados na cidade de Cambridge no Harvard Faculty Clube e na cidade de Washington no Washington College of Law (American University). Além da parceria com a Associação dos Juízes Federais do Rio de Janeiro e do Espírito Santo.
opções de pagamento seguro

Copyright © Sociedade Fluminense de Educação e Cultura Ltda-ME  |   CNPJ: 19.443.490/0001-29